Compras de vintage de designer

Denise Mosbach, Segunda-feira, 18 de Março de 2013, 223 Visualizações

Compras de vintage de designer

A moda vintage começou a tornar-se popular nos anos sessenta. Depois de uma queda nos anos oitenta e noventa, o vintage teve hoje uma recuperação completa e poderíamos argumentar que estamos atualmente em uma fase melhor descrita como neo-vintage. "Ele tornou-se tão popular que qualquer coisa usada é descrita como "vintage" hoje em dia", diz Caroline Brakel, editora de moda das revistas holandesas de moda JFK e Jackie. Contudo, algo só pode ser considerado oficialmente vintage se originado nos anos cinquenta, sessenta e setenta (e oitenta, pois já adentramos o novo milênio). "Como uma bolsa Yves Laurent dos anos sessenta ou um terno Emporio Armani dos anos oitenta, por exemplo."

Ler mais

A moda vintage começou a tornar-se popular nos anos sessenta. Depois de uma queda nos anos oitenta e noventa, o vintage teve hoje uma recuperação completa e poderíamos argumentar que estamos atualmente em uma fase melhor descrita como neo-vintage. "Ele tornou-se tão popular que qualquer coisa usada é descrita como "vintage" hoje em dia", diz Caroline Brakel, editora de moda das revistas holandesas de moda JFK e Jackie. Contudo, algo só pode ser considerado oficialmente vintage se originado nos anos cinquenta, sessenta e setenta (e oitenta, pois já adentramos o novo milênio). "Como uma bolsa Yves Laurent dos anos sessenta ou um terno Emporio Armani dos anos oitenta, por exemplo."

Se antes tínhamos reservas em ser vistos em roupas de segunda mão, desde que as estrelas começaram a usá-las no tapete vermelho, perdemos toda a vergonha. O vintage está na moda e peças de design muito antigas vêm tornando-se cada vez mais difíceis de achar. Por isso, não é nenhuma surpresa que esta tendência tenha gerado outra: Vintage de design, sendo roupas usadas de marcas famosas, por vezes com apenas alguns anos de idade. Ótimos exemplos podem ser encontrados no PS atelier (oude Spiegelstraat 10) ou Spiegelbeeld (Huidenstraat 24) em Amsterdam, onde é possível encontrar roupas e acessórios de designers como Marc Jacobs, Chloe, Dries van Noten, Marni e Chanel.

Além das marcas de designers mais caras, "simplesmente usadas" também é uma fonte de inspiração para os fashionistas. Caroline: "Jaquetas bonitas com ombreiras dos anos oitenta são muito populares atualmente e para os homens os longos casacos de inverno de lã, que geralmente possuem uma ótima fabricação." Em Amsterdam, é possível encontrar ótimos exemplos no mercado de segunda-feira em Noordermarkt ou na feira diária em Waterlooplein. E, para excelentes lojas de segunda mão, é imperdível visitar o idílico "Negen Straatjes".  Laura Dols (Wolvenstraat 7) e Zipper (Huidenstraat 7) oferecem uma ampla gama de ofertas variadas e que mudam com frequência. E não nos esqueçamos da Episode, uma loja abarrotada com peças a preços razoáveis que também possui o "vintage personalizado", peças antigas alteradas com um novo visual (Berenstraat 1, Amsterdam).

Descubra o que há por perto
Google map

Descubra Holland em cada estação

Holland é bela em todas as estações. Encontrar as melhores dicas de férias para primavera, verão, outono e inverno.

Ler mais

Mais informações desse blogueiro