Cidade de Orange

1.076 Visualizações

36 de 42 visitantes acham essa informação valiosa.

Delft é a Cidade de Orangeholandesa. O relacionamento próximo entre a Casa de Orange-Nassau e a cidade deDelft tem centenas de anos, desde o século XVI. Durante a Guerra dos Oito Anoscontra a Espanha, o Príncipe Guilherme de Orange (1533-1584), conde de Nassau,morava regularmente no Monastério de Santa Ágata com sua família e seusempregados. O Príncipe de Orange liderou suas tropas do Norte contra a ocupaçãoespanhola no sul. Ele se sentiu seguro na cidade emparedada de Delft.

  • Delft está associada à realeza holandesa por séculos.
  • Descubra onde Guilherme de Oranje passou seus últimos dias.
  • Vivencie a cidade onde floresceu a monarquia holandesa.

Em 10 de julho de 1584, o fundador da monarquiaholandesa foi assassinado por Balthasar Gerards no monastério. Ele estáenterrado na NieuweKerk, em Delft, pois Breda, onde o túmulo da família estálocalizado, estava sob domínio espanhol. Desde então, todos os membros da Casade Orange são sepultados nas câmaras mortuárias subterrâneas da igreja.

Túmuloreal na Nieuwe Kerk

O impressionante túmulo de Guilherme de Orange é uma proeminente atração na Nieuwe Kerk, uma basílica cruciforme do gótico tardio(1381-1510). As câmaras mortuárias da Família Real holandesa estão localizadassob o mausoléu, que data de 1614 a 1622, e foram projetadas por Hendrick deKeyser. As câmaras mortuárias não estão abertas ao público. A igreja também temjanelas com vitrais, uma exposição e apresentações de vídeo sobre os funerais reais,a história da igreja e memoriais esculpidos. Você pode subir na torre (asegunda mais alta da Holanda, com 108,75 m) e desfrutar da vista espetacular.

Prinsenhof: a residência de Orange

O corredor no qual Guilherme de Orange morreu costumava ressoar com as vozes sussurradas nasfreiras. O Monastério de Santa Ágata foi fundado em 1400. As freiras o ocupavamaté que o Príncipe o tomou como residência. Após seu assassinato, o monastérioatendeu muitos mestres, desde professores de latim até os militares. Em 1962,ele foi transformado em um museu batizado com o nome de seu ilustre morador, o Prinsenhof ("Corte do príncipe"). Naturalmente,você verá as marcas de bala na parede, mas também pode explorar a história dabatalha de William contra os espanhóis e outros participantes na Guerra dos Oitenta Anos. O museu exibe uma maravilhosa coleção de cerâmica, prata, tapeçaria e pinturas da Era de Ouro, os dias de glória de Delft.