A tradição de patinação na Holanda

Ulrike Grafberger, Terça-feira, 5 de Março de 2013, 580 Visualizações

A tradição de patinação na Holanda

É estranho: em um país conhecido por seu clima marítimo e os invernos amenos que vêm com ele, a patinação é um dos esportes mais populares. Embora as pessoas aceitem o gelo artificial e os ringues de patinação, o holandês, entretanto, encontra a verdadeira felicidade no gelo natural: nos canais, lagos e lagoas, riachos e córregos congelados. Então, de onde vem este amor pelo gelo e pelas lâminas prateadas? Fui pesquisar e descobri que existe até mesmo o schaatshistoricus na Holanda, um historiador cuja especialidade é a história da patinação no gelo. Seu nome é Marnix Koolhaas e ele teve a boa-vontade e gentileza de me fornecer todas as informações.

Ler mais

É estranho: em um país conhecido por seu clima marítimo e os invernos amenos que vêm com ele, a patinação é um dos esportes mais populares. Embora as pessoas aceitem o gelo artificial e os ringues de patinação, o holandês, entretanto, encontra a verdadeira felicidade no gelo natural: nos canais, lagos e lagoas, riachos e córregos congelados.

Então, de onde vem este amor pelo gelo e pelas lâminas prateadas? Fui pesquisar e descobri que existe até mesmo o schaatshistoricus na Holanda, um historiador cuja especialidade é a história da patinação no gelo. Seu nome é Marnix Koolhaas e ele teve a boa-vontade e gentileza de me fornecer todas as informações.

A patinação no gelo é um passatempo popular

De acordo com Marnix Koolhaas, uma das razões para o entusiasmo holandês para a patinação no gelo reside na Reforma: “Quando o Calvinismo estava florescendo na Holanda no séc. XVI, muitas festas católicas foram abolidas, inclusive o Carnaval. A patinação no gelo tomou o lugar destas festas. As pessoas se sentiam livres e independentes sobre o gelo, e conseguiam escapar, ainda que fosse por um tempo bem curto, dos padrões e leis severos. Então, as festas começaram a ter lugar sobre o gelo”.

E Marnix me contou ainda mais: “Na Holanda, existia o que era chamado de verzuiling, a " pilarização" da sociedade – categorizando os cidadãos sob o que chamamos de "pilares" separados. A vida privada e a vida social tinham lugar em um "pilar" próprio da pessoa (protestantes, católicos, social-democratas ou liberais). Esta é a razão pela qual, ainda hoje, existe um clube de futebol católico em Amsterdam. A única coisa a não ser pilarizada foi a patinação no gelo. Todos são iguais sobre o gelo – independentemente da comunidade religiosa ou partido político ao qual as pessoas pertencem. Dessa forma, também não existe um clube de patinação no gelo católico". Você se diverte no gelo e se sente livre – o que faz sentido para mim. Entretanto, existe outra razão pela qual os holandeses têm a patinação no sangue. Você não apenas pode fazer piruetas sobre os patins, mas também cobrir longas distâncias.

Visitando a vovó e o vovô usando uma vassoura

Por que a patinação no gelo tem um papel tão importante na Holanda? Minha sogra é da Frísia, não da Frísia Ocidental, mas da Frísia holandesa. E, na verdade, ela deve saber um pouco mais sobre isso, porque a mundialmente conhecida Corrida das Sete Cidades, ou seja, um tour sobre patins através de onze cidades da Frísia, passa praticamente na porta da casa dela. Ela me contou a seguinte história sobre sua infância: "Assim que começávamos a andar, nós, as crianças, éramos colocadas no gelo. Naquele tempo, nós ainda tínhamos uma espécie de patins de madeira com um pedaço de ferro embaixo. Era muito importante para nós, naquela época, conseguir ir de um lado para o outro pelo gelo. Tínhamos somente uma bicicleta na família e, quando queríamos visitar os parentes, tínhamos que andar uma distância de cinco quilômetros. Era uma verdadeira viagem, especialmente para as crianças. Quando eu tinha seis anos, nós costumávamos visitar nossos avós no inverno viajando sobre o canal congelado. Meus pais pegaram a vassoura e tiraram a parte com as franjas de forma que só sobrou o pedaço de madeira. Com isso, nós nos aventuramos pelo gelo. Mamãe e Papai patinavam na frente, segurando a madeira em uma extremidade, enquanto eu segurava na outra. E quando eu já não conseguia mais patinar por mim mesma, eu me deixava arrastar”.

“Quando ele congela, os holandeses e frísios se derretem”

Marnix também confirma a história da minha sogra:
“O inverno, com suas águas congeladas, trouxe uma real sensação de liberdade a todos aqueles que nunca tinham tido um barco ou um cavalo”.
A vida social e os laços de família ganhavam entusiasmo real na Holanda até que a natureza entrasse em hibernação.

E hoje em dia? Quando você vê o holandês no gelo, você acha que pode ler na sua expressão: diversão e pura liberdade. Mesmo as crianças mais novas estão patinando no gelo. E, quem sabe, talvez outro inverno logo estará aqui e poderemos visitar a vovó atravessando o gelo.

Descubra Holland em cada estação

Holland é bela em todas as estações. Encontrar as melhores dicas de férias para primavera, verão, outono e inverno.

Ler mais